Arquivo para Supla

Músicas de Protesto – Parte II

Posted in Músicas de Protesto with tags , , , , , on 14 de setembro de 2010 by Sergio Contri

Hey Hey Hey!


Bom, estou voltando com essa série de posts sobre músicas de protesto, tinha esquecido dessa minha série, mas agora eu lembrei e estou aqui postando novamente ela!

Hoje irei falar da música Humanos, do Supla (Banda Tokyo). Eu sei que muitas pessoas odeiam o Supla, mas essa música é muito boa e fala a verdade sobre a sociedade que vivemos hoje em dia.

Humanos

Esses humanos que circulam
Pela cidade aí afora
Eu não aguento, eles querem me conquistar
Eu não aguento, eles querem me controlar

É fácil perceber que nesse trecho da música ele demonstra o ódio que ele tem da população que nos rodeia hoje em dia, querendo nos impor certas coisas que não condizem com o nosso jeito de viver. Mostra o sentimento de angústia ao ver as pessoas querendo nos manipular, para fazermos tudo aquilo que elas querem e do jeito que elas querem. Se olharmos com outros olhos, podemos ver que ela faz uma crítica à política brasileira, que tentar moldar seus cidadãos como eles gostam, fazendo com que todos se calem diante das injustiças que sofrem durante toda a vida!

Querem me obrigar a ser do jeito que eles são
Cheios de certezas e vivendo de ilusão
Mas eu não sou nem quero ser igual a quem me diz
Que sendo igual eu posso ser feliz

Nesse segundo e último trecho da música mostra que esses “humanos” querem que nós sejamos todos iguais, ou seja, que não exista a diferença, que é algo muito importante para todos, pois quem é diferente consegue “se achar” no meio daqueles iguais. Também tem um sentimento de ódio nesse trecho, pois hoje em dia a grande parte da população brasileira vive de sonhos e ilusões, achando que tudo um dia vai melhorar sem precisar se esforçar, achando que o governo irá os ajudar, só que isso não irá ocorrer. Não adiante viver de ilusão, temos que olhar a nossa volta, nossa realidade e ver que sem luta não há melhoria. E, volto a dizer que devemos ser diferentes, um mundo onde todos são iguais seria horrível, pois são das nossas diferenças que surgem as melhorias.

Bom, fica aí a analíse da música Humanos, sei que ela é bem pequena, mas mostra o que acontece hoje em dia no nosso país, políticos tentando nos comprar com falsas promessas de um Brasil melhor e quando chegam no poder, nada fazem, apenas roubam nosso dinheiro que suamos para conseguir e no máximo criam uma escola para falar “Olha, eu fiz algo!”.

E, fique esperto, as eleiçõs estão chegando, vote consciente, não vote em um Tiririca da vida, vote em alguém que tenha uma proposta séria e um passado digno! Se for votar no Tiririca, anule se voto ou se mate, pois você nunca irá fazer a diferença se continuar pensando pequeno.

Então, é isso galera, espero que tenham gostado e divulguem aí nosso blog e sigam a gente no twitter @sergiocontri e @RMakaron.

See Ya!

Anúncios

Supla – Punk ou não?

Posted in Bandas Comentadas with tags , , , , , , , , , on 6 de abril de 2010 by Sergio Contri

Hey Hey Hey!


Bom, eu sei que muitos de vocês devem odiar o Supla por um único motivo que todos falam: “Como um cara, filho de políticos, que veio da alta sociedade e teve tudo na vida, pode se considerar um legítimo punk?”

Eu sei que a imagem punk está ligada ao subúrbio e outras coisas, mas não podemos falar que o cara não é punk por ser do jeito que ele é, vindo da alta sociedade, o que importa é o pensamento, não o jeito de vida dele, lembrem da regra mais importante do Punk, o famoso e jamais esquecido “DIY (Do It Yourself)”, que quer dizer, faça você mesmo!

Por isso, venho aqui contar um pouco da história do Supla. Eu sei que muitos vão me crucificar pelo que vou dizer agora, mas, o cara manda bem sim, as músicas são fodas e muitas delas criticam a sociedade que vivemos, pegamos como exemplo a música “Humanos” e sem contar que o cara canta bem!

Supla

Ele iniciou sua carreira tocando versões do rock norte-americano e britânico das décadas de 50 a 70, entretanto, os estilos de suas composições estão mais ligadas ao punk e ao hardcore, e mais recentemente bossa nova.

Supla é conhecido por sua personalidade marcante e por não se importar com a opinião da imprensa, tanto nas críticas ao seu trabalho como também em eventuais elogios. Supla foi vocalista de diversas bandas em sua carreira, o início se deu no “Metropolis”, depois “Zig Zag” (que mais tarde se tornou a conhecida “Tokyo”), além do “Mad Parade”. Ele também fez parceria com outros nomes importantes do cenário rock n’roll, como a alemã Nina Hagen, com a qual teve um pequeno romance, de onde surgiu a música “Garota de Berlim”.

No começo da década de 1990 participou do famoso Rock in Rio, na sua segunda edição. Também nesta época começou a fazer algumas aparições no programa Os Trapalhões.  Em 2001 voltou a participar do “Rock In Rio”, agora já em sua terceira edição. Supla também se aventurou no cinema, participando de algumas incursões na sétima arte, contudo, não obteve muito êxito. No que se refere a sua participação televisiva podemos destacar algumas participações, como em uma mini-série e até mesmo uma telenovela.

Supla

O “papito”, apelido pelo qual ficou famoso no ano de 2001, passou boa parte dos anos 1990 no ostracismo, até que no ano 2000 o programa “Piores clipes do mundo”, da MTV Brasil, decidiu pela exibição do seu clipe “Green Hair”, logo alçado a “obra-prima trash” pelo apresentador Marcos Mion. Supla de início reclamou (“nunca passa clipe meu, e quando passa é no ‘Piores!'”), entretanto, acabou por aceitar essa fama de o “rei do piores”.

Devido a popularidade reconquistada, em 2001 Supla tocou no “Rock in Rio 3” e participou da primeira edição do Reality Show Casa dos Artistas, sendo considerado um dos grandes nomes da atração do SBT comandada por Silvio Santos. A sua popularidade no programa foi de tamanha repercussão que o seu álbum denominado “Charada Brasileiro” vendeu por volta de 600 mil cópias, um número elevado para a época, ainda mais se lembrarmos que era um disco vendido de forma alternativa. Nessa fase ele contava em seus shows com a banda “Holy Tree”.

Em 2007, apresentou a nova versão do programa Viva a Noite, no SBT (Sistema Brasileiro de Televisão). Recentemente tem se apresentado ao lado do seu irmão em shows pelo Brasil sob o nome Brothers of Brazil com João Suplicy (violão, piano e vocal) e Supla (bateria, violão e vocal). Ambos estão apresentando um programa na Rede TV, intitulado Brothers.

Brothers of Brazil

Eu, particularmente, acho que pouco pessoas vão mudar o pensamento depois dessa matéria, mas deviam olhar de um jeito diferente para o Supla, para ver que o cara não é só um burguesinho metido a Punk!

Fiquem com a música “Humanos” dele, aquela que eu falei no início da matéria, que faz uma crítica a sociedade.

Supla – Humanos

LONG LIVE TO THE ROCK!