Archive for the R.I.P. Category

Clube dos 27

Posted in Bandas Comentadas, R.I.P. with tags on 25 de julho de 2011 by Ricardo Makaron

Hey folks!

Me desculpem o atraso do post hoje!!

Mas vamos lá!

Todos viram a notícia que a Amy Winehouse veio a falecer com 27 anos.

Eu gostava dela mas não sei se deve entrar para o clube dos 27 com consagrados nomes como: Hendrix, Morisson, Cobain, Robert Johnson entre outros…

Mas… Era inegável seu talento com a voz! Alguns estão até falando que ela lançou um estilo novo o newsoul ou algo assim pela forma como cantava que lembrava muito as Divas dos anos 50.

A autopsia dela foi inconclusiva e o exame toxicológico [não sei porque vão fazer isso masss…] sai em 4 semanas. Bom agora resta aguentar a mídia falando merda e fazer as piadinhas…. do pó ao pó, não fez a Rehab =P entre outras xD

E como esse post ficou curto vou passar a lista do clube dos 27!

Robert Johnson (08/05/1911 – 16/081938)

Considerado por muitos o avô do Rock and Roll, mesmo com o pouco tempo de vida, influenciou músicos como Jimi Hendrix,  Bob Dylan e Eric Clapton, que o chamava de “o mais importante cantor de blues que já viveu”.

Um mito popular conta que Johnson vendeu sua alma ao diabo na encruzilhada das rodovias 61 e 49 em Clarksdale, Mississippi,  em troca da proeza para tocar guitarra. Este mito foi difundido principalmente por Son House, e ganhou força devido às letras de algumas de suas músicas, como “Crossroads Blues”, que falava de uma encruzilhada e do seu encontro com o demônio.

Sua história foi plano de fundo para o filme “A Encruzilhada” (Crossroads), de 1986, com Ralph Macchio.

Há várias versões populares para sua morte: que morreu envenenado pelo whisky servido por um dono de bar, enciumado por Robert ter flertado com sua esposa, que morreu de sífilis e que havia sido assassinado com arma de fogo. Seu certificado de óbito cita apenas “No Doctor” (Sem Médico) como causa da morte.

Brian Jones (28/02/1942 – 03/07/1969)

Brian Jones foi um dos fundadores da lendária banda, Rolling Stones. Ele convidou Jagger e Richards, em 1962, para formar uma banda, que se chamaria The Rolling Stones, inspirado no trecho de uma canção de Muddy Waters que dizia: “… pedras rolantes não criam musgo…”.

Apesar da fama e fortuna originada pelo sucesso da banda, Brian acabou por ceder ao uso desregrado de drogas, o que lhe valeu o desprendimento do grupo em 8 de Junho de 1969. Menos de um mês depois, no dia 3 de julho, Brian foi encontrado afogado na piscina de sua casa.

Jimi Hendrix (27/11/1942 – 18/09/1970)

Jimi Hendrix é até hoje considerado o maior guitarrista de todos os tempos por muitos e sua obra influencia músicos de todas as idades.

Hendrix permaneceu na Inglaterra, e, em 18 de Setembro, foi encontrado na cama do quarto de um hotel onde estava com uma namorada alemã, Monika Dannemann, desacordado após ter tomado nove pílulas de Vesperax (forte analgésico), tendo, em seguida, se asfixiado em seu próprio vômito. O laudo do hospital disse que Hendrix chegou ao hospital já morto. Seu corpo foi mandado de volta para casa e enterrado no Greenwood Memorial Park, em Renton, estado de Washington, nos Estados Unidos.

Janis Joplin (19/01/1943 – 04/10/1970)

Janis, cantora americana de blues, influenciada pelo rock e pelo soul com uma voz marcante, fez de seu nome uma lenda nos anais da música, tanto pelo talento como por suas loucuras.

Morreu de overdose de heroína em 4 de outubro de 1970, em Los Angeles, Califórnia. Foi cremada no cemitério-parque memorial de Westwood Village, em Westwood, Califórnia, e numa cerimônia, suas cinzas foram espalhadas pelo Oceano Pacífico.

Jim Morrison ( 08/12/1943 – 03/07/1971)

Vocalista da banda “The Doors”, Jim virou uma lenda da música por suas letras e seu jeito de viver a vida como se vivesse em seu próprio mundo.

Morreu em Paris, na banheira. Muitos fãs e biógrafos especularam sobre a causa da morte, se teria sido por overdose, pois embora Jim não fosse conhecido por consumir heroína, Pam fazia-o (morreu de overdose em 1973) e é sabido que nesse Verão correu Paris à procura de heroína de uma pureza invulgar. Outra hipótese seria um assassinato planejado pelas próprias autoridades do governo americano. O relatório oficial diz que foi “ataque de coração” a causa da sua morte. Está sepultado no famoso cemitério do Père-Lachaise em Paris. Devido a atos de vandalismo de alguns fãs, por diversas vezes a associação de amigos do cemitério sugeriu que o corpo fosse transferido para outra necrópole.

Kurt Cobain ( 20/02/1967 – 05/04/1994)

Kurt, conhecido guitarrista e compositor da banda Nirvana, um dos protagonistas do cenário grunge, é tido como um dos maiores artistas da década de 90.

Suicidou-se com uma espingarda em sua boca, em sua própria casa. A autópsia encontrou traços de benzodiazepinas (tranquilizantes) e heroína no sangue de Kurt. O nível de heroína era tão algo que mesmo ele – famoso pela enorme quantidade que tomava – não poderia ter sobrevivido por muito mais tempo do que aquele que levou para disparar a arma.

De acordo com o livro Heavier Than Heaven, sua biografia, a irmã de Kurt afirma que, quando criança, ele dizia o quanto queria entrar para o clube dos 27.

[Creditos a lista dos 27  ao http://www.planetadamusica.com ]

Não coloquei a Amy porque ainda não sei se ela é tão merecedora assim ou não … enfim … fica com vocês!! Ela merece entrar no clube do 27??

Sem mais!

Hugzzz

@bloodyheavens

Grunge!

Posted in Bandas Comentadas, Gêneros Musicais, R.I.P. with tags on 31 de janeiro de 2011 by Ricardo Makaron

Hey folks?

Como vocês estão?

Desculpe pela falta de post tanto do @Sergiocontri quanto meu.

Início de ano nesse país só depois do carnaval então já viu! Críticas pra depois vamos ao que interessa! Rock Fucking Roll!!!

Muitos gostam do grunge, eu adoro. Nirvana, Pearl Jam, Sound Garden, smashing Pumpkins, mudhoney e tantos outros.

Como Nirvana é uma das bandas que todo mundo sabe vou falar de outra. Ladies and Gentlemans! Com vocês peal jam!!!!

“Epílogo”

Formada em Seattle no início de 90, a banda que antes da entrada de Vedder era formada pelo guitarrista Gossard e pelo baixista Ament, juntos eles tinham uma banda de hard rock [como a maioria das bandas até o final dos anos 80 eram] a banda se chamava Green river e lançou um ep. Nessa banda ainda tinham Steve Turner e do vocalista Mark Arm. Em 88 a banda se separa, Arm e Turner formam o Mudhoney.

Jeff e Stone continuam juntos e, juntamente com o baterista Jeff Turner e o vocalista Andrew Wood, formam uma nova banda, chamada Mother Love Bone. Lançam em 1989 o EP Shine e, em 1990, um álbum chamadoApple. A banda começa a fazer sucesso nos EUA, quando, logo depois do lançamento de Apple, em 16 de março de 1990, morre o vocalista Wood, vítima de uma overdose de heroína.

Chris Cornell, amigo de Andrew Wood, sugeriu um disco tributo para Wood. Nascia então o Temple of the Dog, projeto que reuniu integrantes do Mother Love Bone e do Soundgarden. Para a guitarra solo, convocaram o ainda iniciante Mike McCready, que já tocava, nesse meio-tempo, com Jeff e Stone os instrumentais que Stone havia composto mas que ainda não haviam sido gravados. Stone, Jeff e Mike haviam, na época do Temple, recentemente encontrado um vocalista para os instrumentais que tocavam: Eddie Vedder, vocalista de Evanston, indicado por um amigo comum: Jack Irons, baterista da primeira formação do grupo californiano Red Hot Chili Peppers. Devido ao grande talento de Eddie Vedder, este fora convidado a gravar vocais de fundo para o Temple of the Dog. Este supergrupo de Seattle lançou seu disco homônimo em 1991 e emplacou a música Hunger Strike nas paradas. Porém, Stone, Jeff e Mike estavam agora mais centrados no conjunto que formaram com Vedder.

Agora sim o Pearl esta formado, legal reparar como as bandas estavam ligadas, Seattle que antes era conhecida por porra nenhuma [Tirando que hendrix é de lá] agora se torna a meca do Rock no anos 90

Eddie Vedder juntou-se a Stone, Jeff e Mike por meio de Jack Irons, que posteriormente viria a ser o baterista do Pearl Jam. Irons enviou, após audição dos intrumentais de Stone e grupo (tocados com a ajuda de Matt Cameron, baterista do Soundgarden e do Temple of the Dog), um fita demo para Eddie Vedder. Os grooves cheios de energia e dinamismo de Stone inspiraram Eddie a compor as letras (todas no mesmo dia) para os três instrumentais contidos na fita (Eddie tinha as três letras na cabeça depois de uma tarde surfando). Tornaram-se assim as músicas que futuramente fariam-se sucesso na banda sendo duas do álbum “Ten”: AliveOnceFootsteps, esta lançada no single Jeremy. O que mais impressionou Stone e os outros foi o fato de que as letras que retornaram cantadas de forma marcantes, fortes e instigantes. E extremamente pessoais, cantadas por Eddie com extrema paixão, convicção, num modo tocantemente ligado ao cantar das letras; em ocasiões sussurando; por vezes cantando-as como se saíssem das visceras, do fundo de seu coração. Falavam de temas psicológicos envolvendo traumas familiares, conseqüências desses conflitos e a ausência da figura paterna. Alive fala do garoto que descobre, pela sua mãe, que seu pai verdadeiro não era o que conhecia. Que toda a sua vida o homem que acreditara ser seu pai (e há razões para acreditar que esse pai não o tratava muito bem) não era seu verdadeiro pai. A perturbação psicológica e o comportamento homicida manifestaram-se em Once, sua continuação. Em Footsteps temos o rapaz, já mais crescido, na cela de uma cadeia, completando a mini-ópera de Vedder. O tema é todo tocante e as interpretações as mais diversas. Com essa formação eles formam o Mookie Blaylock. Com canções permitiram que os rapazes montassem uma das mais importantes bandas do Rock and roll. A essas três canções, Eddie Vedder deu o título de Mamasan Trilogy.

[fonte wikipédia – Não gosto de usar muito o wiki nas pesquisas mas essa ta muito bem escrita]

O nome pearl jam vem literalmente do nada. Mookie Blaylock é uma geléia que a avó de Vadder fazia [o nome da avó é Pearl] que segundo ele tinham poderes alucinógenos. como essa explicação leva do nada a lugar nenhum a melhor definição é do baixista Ament segundo ele esse nome teria surgido depois dele assistir uma apresentação das bandas Sonic Youth e Crazy Horse. Sem nada de alucinógenos [?????] .

Eu vou párar por aqui porque tem muita coisa a se falar do pearl, provavelmente semana que vem vou falar dos albuns e do mais inspirado de todos, o TEN.

Me desculpem os que curtem hard [coff coff @Carolcontri] mas ainda bem que a banda passou disso

Pra isso!

Até mais!

Hugs!

@RMakaron

Clown fala sobre o futuro do Slipknot

Posted in Bandas Comentadas, R.I.P. with tags on 18 de outubro de 2010 by Ricardo Makaron

Hey folks?

Como vocês estão?

Todos devem se lembrar da morte de Paul Gray baixista do slipknot, dando uma fuçada no wiplash eu achei uma entrevista do Clown sobre o futuro da banda:

Clown

“Como comecei a banda com o Paul, eu tenho uma grande responsabilidade todos os dias de pensar honestamente sobre o que ele iria querer para o que começamos juntos”, disse ele.

O que começamos juntos não é a mesma coisa sem todos os nove – não éramos só o Paul e eu nessa banda, vamos deixar isso claro – mas começamos algo juntos e é muito difícil acordar todos os dias e fazer isso sem ter que pensar a cada segundo como ele queria que fosse. E o que eu sei que ele quer é… Ele é tão grande agora, então agora é hora para o resto de nós termos o que sempre precisamos ter, que é todas as grandes bandas nos deixar em paz e toda a indústria nos deixar em paz e todos tem de sair do nosso caminho porque nós vamos espalhar a semente. E eu falo sério. E vai levar só um minuto. Hoje é um novo começo. E é assim que eu quero viver. É assim que eu quero que seja.

Eu entendo mais o que somos agora por ter perdido um de meus melhores amigos, e isso é horrível, mas ao mesmo tempo isto me impulsiona. Ele está nos motivando tanto, e dá uma sensação boa. Eu não acho que estou enlouquecendo. Eu me sinto como… por pior que isso soe, tudo acontece por uma razão. E eu vou sentir a falta dele todos os dias da minha vida e não vai haver nem um dia que eu não vou mencionar o nome de Paul Gray, mas ao mesmo tempo, eu fiz aniversário há uns dias atrás, e eu menciono isso porque eu sou muitos anos mais velho do que o Paul, então todo dia em que eu acordo é uma benção. E eu quero me lembrar disso, porque quando você diz que o mundo é um lugar mais furioso…Só há uma saída, e seremos a banda que vai tocar a música para essa saída.”

Eu sou um dos caras que curte pra caralho o slipk, conheço pouco da banda mas curto bastante. E a notícia da morte do Paul realmente foi um choque para todos nós [fãns dos Slipknot], mas, é reconfortante saber que a banda vai continuar mais motivada do que nunca, afinal era esse o medo da maioria, qua a banda parasse… para desespero geral dos defensores do silêncio …. O SLIPKNOT VAI CONTINUAR!

Caricatura

Caricatura

Fucking hugs!!!!!

R. Makaron

70 anos Parabéns Jonh Lennon!!

Posted in Guitarristas, R.I.P. with tags on 11 de outubro de 2010 by Ricardo Makaron

Hey folks?

Tudo bom com vocês?

A 30 anos morria Jonh Lennon… um dos garotos de Liverpool…

Morto em dezembro de 1980 por um fã retardado…

Segue a citação:

“Na noite de 8 de dezembro de 1980, quando voltava para o apartamento onde morava em Nova Iorque, no edifício Dakota, em frente ao Central Park, John foi abordado por um rapaz que durante o dia havia lhe pedido um autógrafo em um LP Double Fantasy em frente ao Dakota. O rapaz era Mark David Chapman, um fã dos Beatles e de John, que acabou disparando 5 tiros com revólver calibre 38, os quais 4 acertaram em John Lennon. A polícia chegou minutos depois e levou John na própria viatura para o hospital. O assassino permaneceu no local com um livro nas mãos, “O Apanhador no Campo de Centeio” de J.D. Salinger. John morreu após perder cerca de 80% de seu sangue, aos quarenta anos de idade. Logo após a notícia da morte de John Lennon, que correu o mundo, uma multidão se juntou em frente ao Dakota, com velas e cantando canções de John e dos Beatles. O corpo de John foi <cremado no Cemitério de Ferncliff, em Hartsdale, cidade do estado de Nova Iorque, e suas cinzas foram guardadas por Yoko Ono."

Lennon

Jonh fundou os beatles em 60. Em 61 fizeram uma série de shows no Cavern Club e no dia 8 de novembro de 61 Brian Epstein viu os beatles tocando no mesmo cavern club e assinou com eles para empresariá-los. Em maio de 62 eles assinaram com a Parlphone [foi nessa gravadora que sugeriram deles trocarem de baterista entrando Ring Star]. E em 63 eles gravaram o Love me do…

Eu queria mais falar sobre a morte do Jonh e não da bio, por isso que ficou compacto desse jeito mais pra frente vou fazer a bio dos beatles…

É isso ai galera!! aproveitem agora um clipe do Jonh…

Sem mais.

R.Makaron

HUGS!!!

40 Anos sem o mestre!

Posted in Gêneros Musicais, Guitarristas, R.I.P. with tags on 20 de setembro de 2010 by Ricardo Makaron

Hey folks?!

Tudo bom? Depois de uma semana realmente tensa eu consegui voltar a fazer os posts aqui. Chega de choro here we go!!

James Marshall! Sábado agora fez 40 anos sem o grande mestre da guitarra… sim Hendrix!!! Nascido em 42 [27/09] em Seattle , alcançou o sucesso nos EUA com o festival Pop de Monterey, tocou na banda do Little Richards e uma vez disse que queria fazer com a  guitarra o que o Little fazia com a voz. Explorou incessantemente os drivers mais pesados sempre optando por colocar mais ganho [o que o poder real do driver] e os agudos, também foi o cara que não brigou com o microfonia mas a colocou em suas músicas como extenções de seus riffs. Ele teve muita influência do blues por isso usou muito a escala pentatonica [uma escala completa tem 7 notas a penta vc exclui duas notas que variam se a penta é maior ou menor] fora que Hendrix não sabia outras escalas [mas sabia todas as cores do LCD =P]. Em algumas músicas ele até tentou usar uma escala completa [a música ficou uma merda diga-se de passagem].

Uma vez Carlos Santana deu a idéia de fazer mais músicas mostrando a origem indígena de Hendrix. Jimmi também foi o cara que popularizou a estereofonia e phasing [o que???]

Hendrix

Hendrix

estereofonia – Gravar em 2 canais, em uma lado do fone vc escuta uma coisa do outro lado vc escuta outra

Phasing – Repetição de uma frase ou som por todos os instrumentos de maneira não identica

Morreu em 18/09/1970 de forma misteriosa [sera que foi a CIA mesmo?] eu li muita coisa sobre e tem umas teorias realmente loucas [como um cara toma 9 pirulas pra dormir sem saber o que é??].

Bom todo guitarrista sonha em tocar com os dentes e fazer a guitarra ter múltiplos orgasmos.

Idolatrado, admirado, endeusado [ou é indeusado? sei lá]. Salve Hendrix!!!

Hugs

R.Makaron

R.I.P. Slipknot´s bassman

Posted in R.I.P. with tags on 7 de junho de 2010 by Ricardo Makaron

Hey folks?!

Bom como todos devem saber o Baixista do Slipknot veio a falecer com 38 anos, e até agora não liberaram a causa da morte.

Bom não vou escrever muito porquê a própria banda já fez uma homenagem monstra no site oficial americano e o fan club brasileiro oficial traduziu, vou dexa-los com o endereço e se puderem deixem uma mensagem para ele que sera mandada para o Slipknot.

http://www.slipknotbr.com/index.php?subaction=showfull&id=1275133786&archive=&start_from=&ucat=&

Hugs.

R. Makaron

“Live fast, die young!”

Luto!

Posted in R.I.P. with tags , , , , , on 17 de maio de 2010 by Ricardo Makaron

Estamos em um dia triste. Ronnie James Dio veio a falecer no dia 16 de maio de 2010 às 7:45. A notícia foi divulgada, pela esposa de Dio, Wendy. “Hoje meu coração está partido, Ronnie se foi às 7h45” a notícia também foi publicada no site do músico http://www.ronniejamesdio.com/.

A notícia que Dio tinha cancêr no estomago em estado inicial foi diagnosticada, em novembro de 09. A notícia obviamente foi um choque, mas ele vinha se cuidadando, diminuindo as cargas dos shows, tudo parecia que ia bem e que ele voltasse a nos encantar como sempre fez com sua voz inconfundivel. Mês passado ele deu uma entrevista em que comentava sobre isso, ele disse que é um processo lento, a quimio, e além de tudo é uma coisa que vai acumulando, e nessa mesma entrevista ele disse que ele queria vencer “Mas eu sei que tenho que fazer. Mas isso é muito, muito difícil. Mas se você está determinado a vencer, então você tem que ir com o que você acredita que vai dar certo para você, e neste caso é isso.”

Irônicamente ele faleceu no dia em que ele fez sua última apresentação no Brasil. Tenho certeza que não só eu mas todos os que curtem heavy ficaram com um sentimento de perda irreparável em seus corações.

Ronnie James Dio

Ronnie James Dio

Dio começou sua carreira com a banda ELF em que era baixista e vocalista, com essa banda ela lançou 3 albuns, depois ele foi pro Rainbow finalmente com o Black Sabbath depois que o Ozzy saiu, também fez carreira solo e atualmente ele estava com o Heaven and Hell, além de ter feito projeto beneficiênte o “Hear ‘n Aid”.

Ronnie James Dio

Ronnie James Dio

O Heaven and Hell, no qual ele estava junto com outros membros do sabbath, Iommi e Butler, gravou só um disco o “The Devil You Know”.

Quem não conhece o Dio deve conhecer e aprender, Heaven and Hell, Rainbow in the dark, Holy dive e tantos outros. Seu corpo pode ter ido, mas o que ele É e o que significa ainda estão ai para todos que quiserem saber, só o nome Dio inspira respeito e admiração e se depender dos rockeiros do mundo, não importa quanta música ruim tenha, RONNIE JAMES DIO É ETERNO.

Vou ser sincero a todos, meu plano era falar da virada cultural, mas quando abri o jornal no domingo e vi a notícia tanto eu quando o Sérgio, ficamos pasmos. A importância do Dio para o heavy metal pode se igualar ao homem ter pisado na lua, se você hoje nos shows faz o “chifrinho” com a mão então agradeça a Dio por isso.

Sem mais, e com pesar no coração.

Rest in Peace, Ronnie James Dio.

R. Makaron